domingo, 2 de setembro de 2012

Raciocínio-ilógico-imaginário


Lápis e papel a mão. Havia muito a escrever e pouca coisa que valesse a pena, mas não havia tempo e cada batida do relógio lhe avisava que este estava diminuindo. Empertigou-se em frente a escrivaninha e começou a despejar todas as palavras que lhe parecia fazer sentido, poderia não adiantar muita coisa, mas quem sabe juntas poderia significar algo.                                                                                                                       ...
 Aqui lhe fala uma mente confusa. Já perdi as contas de quantos destes pensamentos me interrogaram,  tenho uma propensão absurda a viver no mundo da lua, ando estado lá cada vez mais, e ultimamente palavras não me tem bastado. Dentro de mim há uma vontade incontrolável de descarregar todas as minhas ideias de alguma maneira sólida, mas temo que não seja suficiente, que sequer seja algo “funcionavel”.
Pode não haver nexo algum nisso tudo, mas pra mim isso já faz algum.
Esta semana algo me desbloqueou, claro que pode ser minha imaginação pregando peças mais uma vez, real ou não, aquilo me fez sentir um ser mais concreto, não apenas uma ilusão de ótica. Faz-me querer parar, procurar por algo inspirador e sonhar mais um pouco. Sei que posso ser boa em juntar palavras em busca de dizer algo, sei também que não sou muito boa em tentar pronuncia-las... e há outra coisa que sei, das poucas que são elas, sei que meu mundo de raciocínios-ilógicos-imaginários é um mundo só meu, portanto vou tentar ponderar meus sonhos “não concretos” e deixá-los em uma listinha intitulada “Coisas a fazer”.       
Dobrou a folha,colocou-a dentro de um envelope,o fechou e endereçou-lhe com a seguinte frase: Ao caminho que lhe quiser tomar.

2 comentários:

  1. Costumo escrever para que meus pensamentos me deixem em paz, eles não param na minha cabeça enquanto não escrevo, será a tal da inspiração conversando comigo? Será mesmo que isso é viver no mundo da lua, ou num mundo real que poucos conhecem e portanto assim o chamam, "mundo da lua"? Sei que, esse Raciocínio-ilógico-imaginário, é a nossa realidade inventada, uma realidade que apenas não foi praticada ainda. Pois deixe estar, a qualquer momento tudo fará sentido, para mim, para você, para qualquer um de nós...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quando este fizer, as palavras serão nossas aliadas :D

      Excluir

Adoraria saber o que estás pensando...